Argentino é escolhido para apitar abertura da Copa; Ricci será o 4º árbitro


O argentino Nestor Pitana foi o escolhido pela Fifa para apitar o primeiro duelo da Copa do Mundo, Rússia x Arábia Saudita, quinta-feira, às 12h (horário de Brasília) em Moscou. O quarto árbitro da partida será o brasileiro Sandro Meira Ricci.

Presidente da Comissão de Arbitragem da Fifa, o ex-árbitro Pierluigi Collina informou que pesou a experiência de Nestor Pitana para a decisão.

"Todos estarão de olhos nesta primeira partida. Todos devem se sair bem", resumiu Collina, durante coletiva em Moscou.

Em sua segunda Copa do Mundo, Sandro Ricci estava entre os cotados a apitar o primeiro jogo do Mundial da Rússia.

"Minha mente está tranquila. Eu não tenho dúvidas do trabalho que desenvolvi no Brasil e na Rússia. Pitana abrirá o torneio por sua qualidade e performance. Estou muito feliz e honrado por ter sido um dos selecionados", disse Ricci, que destacou atividades desenvolvidas nos últimos dois anos para participação no Mundial", destacou Ricci, nesta terça.

O árbitro mineiro disputava o posto com Pitana e o uzbeque Ravshan Irmatov. No fim, a Fifa optou pelo argentino, que já apitou jogos pela Olimpíada de 2016 e Copa das Confederações, do ano passado.

Ricci esteve na Copa do Mundo do Brasil, em 2014.
Argentino esteve na Copa-14, Rio-2016 e Copa das Confederações

Pitana comandou a semifinal dos Jogos Olímpicos entre Alemanha x Nigéria. Na Copa das Confederações, o argentino apitou a semifinal Alemanha x México. Ele esteve também na Copa do Mundo de 2014.

Para o jogo inaugural da Copa na Rússia, Pitana será auxiliado pelos compatriotas Juan Pablo Bellati e Hernan Maidana.

Pela primeira vez em Copa do Mundo, a Fifa adotará o sistema eletrônico para a arbitragem (VAR). A equipe de árbitros de vídeo (VAR) para o duelo de quinta-feira será composta por Massimiliano Irrati (ITA), Mauro Vigliano (ARG), Carlos Astroza (CHI) e Daniele Orsato (ITA).

"No passado, era muito difícil se concentrar em todas ações. Atualmente, temos várias maneiras de identificar e dar suporte aos árbitros", defendeu o diretor de arbitragem da Fifa, Massimo Busacca, em entrevista coletiva nesta terça.


*UOL

0 comentários:

Postar um comentário